X

Igor Marcondes recebe suspensão de 9 meses por doping não intencional

Quarta, 12 de setembro 2018 às 16:25:25 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após ter sido testado positivo no anti-doping durante o Future de Loulé, em março, o brasileiro Igor Marcondes conheceu, nesta quarta-feira, a punição que enfrentará após uma extensa investigação e deliberação da WADA.



Aos 21 anos de idade, Marcondes testou positivo para hidroclorotiazida, uma substância diurética utilizada no tratamento de hipertensão e inchaços. Durante a investigação, a WADA (Agência Internacional Anti-Doping) concluiu que não houve intenção ou negligência por parte do atleta na contaminação.

Ainda segundo o comunicado, o tenista receberá uma punição de 9 meses de afastamento das quadras, contando do dia 8 de março de 2018, data em que foi coletada a amostra contaminada. O período de suspensão foi agravado ainda pelo fato de outros dois atletas, Thomaz Bellucci e Marcelo Demoliner, terem sido testados positivos para a mesma substância recentemente e informado que houve contaminação cruzada na farmácia de manipulação que utilizaram, alegando que, mediante o conhecimento destes fatos, o tenista deveria ter redobrado sua cautela.

Em comunicado enviado por sua assessoria de imprensa, o jogador informou: "Dizer que estou feliz diante da situação não é a palavra correta uma vez que perdi praticamente uma temporada inteira e fiquei muito prejudicado principlamente quanto ao meu ranking que irá a quase zero e a oportunidade de crescimento que poderia ter nessa minha temporada que vinha sendo de transição no circuito. De qualquer forma saio aliviado que a ITF tenha entendido que não tive culpa na ingestação da substância e que finalmente tenha tido essa boa notícia eu posso voltar a jogar dentro de poucas semanas.

"Já vinha me preparando há várias semanas e estava ansioso pelas notícias positivas que saíram e agora é treinar ainda mais forte para retornar com tudo assim que for liberado para buscar retomar e ter resultados ainda melhores que vinha tendo. Certamente essa situação vai me tornar mais forte mentalmente para encarar o circuito profissional."

Bruno Vasconcelos, advogado do tenista, destacou que irá entrar com uma ação contra a farmácia manipuladora: "diante dos danos que causaram ao atleta que teve uma temporada inteira praticamente prejudicada".