X

Djokovic: 'Não sei se jogarei a temporada na grama'

Terça, 05 de junho 2018 às 15:00:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Claramente desapontado por ser eliminado nas quartas de final em Roland garros, o sérvio Novak Djokovic deu trabalho aos jornalistas em Paris após a partida, recusando-se a conceder coletiva de imprensa na sala principal e utilizando uma segunda, que caberia menos profissionais.



Mais caldo que o habitual, Djokovic dedicou fala para destacar a vitória do italiano Marco Cecchinato, a grande zebra da competição: "Marco jogou de modo incrível. Dou-lhes os parabéns pelo grande jogo, ele iniciou muito bem. Eu lutei desde o principio, mas infelizmente custou tempo para me recuperar. Ali no inicio também tive problemas com uma pequena lesão. Depois, quando aqueci, foi melhor, mas sim é uma lástima que não aproveitei as chances quando tinha 4/1 à frente no quarto set e alguns pontos para a quebra para recuperar terreno no jogo. Ele merece a vitória".

Ao ser perguntado sobre a lesão, Djokovic desconversou e disse que "não era nada importante" e não queria falar do assunto. 

Vale lembrar que o sérvio foi atendido pelo fisioterapeuta da ATP, Alejandro Resnicoff. A primeira vez recebeu uma massagem na região do ombro e pescoço e na segunda uma massagem na musculatura que protege a tíbia (canela).

Um dos jornalistas destacou as apresentações do sérvio que tem lutado para se recuperar de uma cirurgia no cotovelo e perguntou se ele "estava de volta" e ouviu do tenista: "Estou de volta ao vestiário. É isso que estou, de volta ao vestiário".

O ex-número um do mundo demonstrou irritação ao ser questionado sobre se jogaria a temporada na grama e novamente interpelado sobre o assunto: "Não sei se vou jogar na grama. Não sei o que farei. Acabo de sair de quadra. Sinto muito, pessoal, não posso dar a voc~es essas respostas. Não posso dar nenhuma resposta. Não estou pensando em tênis no momento".

Ao ser perguntado sobre o abraço caloroso dado em Marco Cecchinato assim que a partida acabou e a mudança para a irritação no pós jogo, o sérvio destacou que "toda derrota é difícil de digerir" e completou: "toda derrota em Grand Slam é difícil", mas ressaltou: "Nunca foi um problema pra mim felicitar e abraçar um rival quando compartilhamos de um grande momento em quadra". Djokovic pontuou que Cecchinato "mereceu a vitória" em quadra e que o conhece bem: "Ele é uma grande pessoa e merece isso", completou.

"Semifinais é um grande resultado, mas ele não parecia impressionado por uma grande quadra ou estar em um grande jogo. Ele manteve seus nervos incrivelmente bem nos momentos improotantes. Dominic Thiem é obviamente o favorito, mas nunca se sabe", comentou.