X

Cecchinato faz história para a Itália e elimina Djokovic em Roland Garros

-->
Terça, 05 de junho 2018 às 14:25:05 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Em um final emocionante, o italiano Marco Cecchinato, 72º do mundo, fez história nesta terça-feira ao derrubar Novak Djokovic, campeão de 2016 e 22º do mundo, e se transformar no primeiro italiano em 40 anos a alcançar a semifinal de Roland Garros.



O italiano que nunca havia vencido uma partida de Grand Slam até esta edição do Aberto da França derrubou o sérvio por 3 sets a 1 com parciais de 6/3 7/6 (7/4) 1/6 7/6 (13/11) após 3h34min na quadra Suzanne Lenglen, a segunda principal em Paris. 

Ele iguala o feito de 1978 de Corrado Barazzutti como último semifinalista do país em solo parisiense e vai enfrentar o austríaco Dominic Thiem, oitavo colocado, que derrotou em sets diretos o alemão Alexander Zverev por 6/4 6/2 6/1. Djokovic amarga sua segunda eliminação seguida nas quartas no Aberto francês. 

O jogo

Com potência e incrível regularidade, Cecchinato abriu uma quebra e controlou o primeiro set com certa facilidade. Djokovic sentiu o ombro e chamou o fisioterapeuta e colocava a mão no local com alguma expressão de dor. O italiano abriu 2/0 no segundo, mas viu a reação do sérvio e o jogo caminhou ao tie-break bem disputado após Cecchinato salvar dois set-points. O italiano foi melhor no fim e abriu 2 sets a 0.

Cecchinato então passou a errar, ficou nervoso e foi presa fácil para Djokovic que encaixava melhor seu jogo no fundo e seus serviços. No quarto set Nole abriu 4/1 com Marco perdido, tomando duas advertências e perdendo ponto por violação de código. Nole teve break-point para ampliar a margem e encaminhar ao quinto set, mas Cecchinato reuniu forças, confirmou e conseguiu nova quebra no nono game quando Nole servia para a parcial. O jogo foi então ao tie-break o ponto alto do jogo. Djokovic salvou três match-points, um deles com lindo voleio cruzado. O jogo foi de pontos incríveis e nervosos, Djokovic teve uma direita fácil para matar o set, mas pegou mal, jogou longe e se desesperou. Cecchinato então conseguiu a quarta chance.  Djokovic sacou, foi pra rede, mas o italiano achou uma devolução alta que pingou perto da linha indefensável. Ele caiu no saibro vibrando com o feito.