X

Djokovic se mostra inspirado após vitória e afirma: 'Senti falta do Vajda'

Segunda, 16 de abril 2018 às 16:11:38 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Foram três meses sem vitórias, cinco destas semanas só na recuperação de cirurgia no cotovelo e mais dois torneios em Miami e Indian Wells com derrotas inesperadas contra Benoit Paire e Taro Daniel. Nesta segunda Novak Djokovic voltou a sorrir ao vencer em Monte Carlo.



Leia Mais:

Djokovic arrasa na estreia em Monte Carlo e quebra jejum de três meses

 

O sérvio venceu o compatriota Dusan Lajovic, 93º, na primeira rodada por 6/0 6/1: "Depois de dois anos posso jogar sem dorers novamente", disse o tenista dono de 12 Grand Slams que operou em fevereiro: "A intervenção foi boa, voltei depois de cinco semanas e foi incrível. Claro que eu não estava preparado em termos de jogo. Foram muitas dificuldades em Miami e Indian Wells na parte mental. Sabia que poderia jogar melhor que isso, mas não podia, não estava pronto", disse.

Sobre a estreia no principado de Mônaco: "Acho que foi bom considerando a quantidade de partidas que tinha jogado nos últimos 12 meses. Com a lesão e tudo nos últimos meses, o pós-cirurgia, eu tentando voltar em Indian Wells e Miami abaixo do nível desejado, não foi fácil lidar com isso. Ao mesmo tempo me fez pensar ainda mais inspirado em voltar a jogar como atuei hoje. Diante das circunstâncias e considerando que não joguei muitos jogos, acho que fui bem, é um bom começo de torneio, minha primeira partida no saibro".

Nole comentou seu retorno ao técnico Marian Vajda o qual ficou de 2006 até maio do ano passado e retornou nas últimas semanas após romper com Andre Agassi e Radek Stepanek.  

"Foi um bom começo de nós. Sentia falta dele, acho que ele sentia falta de mim e do tênis, ou dos dois", disse: "Curtimos os 10 últimos anos que treinamos juntos. Ele sabe de mim mais do que qualquer treinador, é um amigo. É algum que posso dividir as coisas, seja profissional ou não, ele sabe de mim por dentro e por fora, sabe o que preciso para voltar ao alto nível, não poderíamos ter um melhor começo como esse".

Djokovic encara na quarta-feira o croata Borna Coric pela segunda rodada.