X

Tennis Route e Tênis+ anunciam união para 2018

Sexta, 12 de janeiro 2018 às 18:22:14 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A Academia Tennis Route, situada no Recreio dos Bandeirantes (RJ), e a Tênis+, situada na cidade de São Carlos (SP), assinaram um protocolo de intenções visando fundir as duas operações até meados de 2018. A academia resultante dessa fusão terá uma linha completa de produtos em sua sede no Rio de Janeiro, passando a incluir toda a rede montada com sucesso pela Tênis+, atualmente presente em 33 academias em todo o Brasil, e também o Instituto Franco Brasileiro de Tênis, que atua na formação de professores de tênis no método francês.



Fundada em dezembro de 2008, a Tennis Route é formada pela Academia Tennis Route e pelo Instituto Tennis Route. A Academia tem a coordenação técnica dos sócios Carlos Eduardo "Duda" Matos e João Zwetsch, e oferece treinamento para todas as idades. A equipe de alto rendimento conta atualmente com cerca de 20 atletas, entre eles Thiago Monteiro, Bia Haddad, Thiago Wild, Marcelo Demoliner, e Fabiano de Paula. Já a Tênis+ foi fundada em 2015, quando lançou as suas primeiras escolas, e conta atualmente com 33 unidades em 26 cidades brasileiras. A empresa desenvolve forte trabalho de base no país utilizando a metodologia francesa na formação de atletas de 5 até 15 anos de idade. Vale destacar que a França é um dos maiores celeiros do tênis mundial; o país é o atual campeão da Copa Davis, e conta com nove jogadores no top 100 masculino e mais cinco no feminino. 

Com a fusão, o Rio de Janeiro passará também a ser a sede da Tênis+ no Brasil. Com isso, o francês radicado no Brasil, Laurent Phillipe, que trabalhou na base do tênis de seu país da Federação Francesa, assumirá a coordenação técnica das equipes de crianças e adolescentes da Academia, somando assim seu conhecimento e experiência ao atual time da Tennis Route. Ao mesmo tempo, a nova Academia deverá utilizar toda a expertise da Tênis+ para criar e disseminar novos produtos com a força da marca Tennis Route, levando assim a outros pontos do Brasil os trabalhos desenvolvidos há quase uma década na sede do Recreio dos Bandeirantes.  

"Essa união da Tennis Route com a Tênis+ é muito legal. As duas juntas potencializam muito suas forças - nós temos um trabalho de ponta em tênis de competição e alto rendimento, e a Tênis+ tem um trabalho de ponta na formação até os 14, 15 anos, de modo que as duas empresas juntas aceleram e fortalecem muito o trabalho que fazem separadamente. Tem muita coisa boa chegando, estamos formatando muita coisa boa no mercado do tênis, será uma fusão de muito sucesso, tenho certeza", disse João Zwetsch, um dos coordenadores da Tennis Route e um dos principais técnicos do Brasil, que também é o capitão da Copa Davis, a Seleção Brasileira de Tênis.

"É uma oportunidade incrível poder compartilhar nossa metodologia através das escolas para todo o Brasil, isso sempre foi um sonho. Sem dúvida poder juntar tudo o que fazemos na Tennis Route com a metodologia da escola francesa,  que é uma das melhores do mundo, tem um valor agregado incrível. A gente tem certeza que poderá desenvolver um excelente produto para o tênis nacional", destacou Duda Matos que também coordena a Tennis Route e que levou Thiago Monteiro a vencer justamente o top 10 Jo Tsonga, no Rio Open em 2016 e o trouxe ao top 80 do ranking mundial na última temporada. 

Laurent, que está no Brasil desde 2010 e também coordena o Instituto Franco-Brasileiro de Tênis (IFBT) com cursos e palestras por todo o país, destacou: "A metodologia francesa se distingue das demais através do respeito às características físicas e psicológicas das etapas pelas quais passam os atletas juvenis, buscando desenvolver desde as primeiras etapas o trabalho cognitivo junto ao desenvolvimento motor e técnico. Dessa maneira, uma criança no mini-tênis se prepara para jogar o tênis de modo inteligente e ambicioso, sem desenvolver habilidades técnicas se não for para ajudar taticamente o jogador; ou seja, desde as primeiras etapas a criança aprende jogando. A metodologia ainda se caracteriza por ser uma escola, que tem como proposta programas específicos para cada faixa etária e para os vários níveis de jogo (estadual, regional, nacional e internacional). A proposta da Tênis+ foi de adaptar essa especificidade e filosofia a uma realidade e cultura brasileira, proporcionando a mais crianças a possibilidade de jogar tênis e serem atendidos por professores capacitados de maneira adequada. Nesse contexto, ter a oportunidade de participar de uma equipe que junta grandes nomes do tênis brasileiro, trabalhando com paixão e companheirismo, parece ser o cenário ideal para se levar vários meninos(as) começando abaixo de 10 anos a participar e/ ou vencer um Grand Slam". Um dos talentos descobertos por Laurent, a goiana Nalanda Teixeira, top 300 do ranking mundial até 18 anos com apenas 15 de idade, deverá se mudar e passar a integrar a equipe da Tennis Route. 

Diogo Stoll, diretor-geral da Tênis+ e IFBT, também destaca a importância da fusão com a Tennis Route: "O plano é criar um centro de excelência em todas as áreas (das crianças aos profissionais), para a partir disso replicar o conhecimento e a cultura nos cursos de capacitação, e no serviço de assessoramento de escolas de tênis. Tenho certeza que essa união é um grande passo no propósito de fortalecimento do tênis brasileiro", apontou.