X

Melo recorda grandes momentos da parceria com Kubot

Quinta, 19 de novembro 2020 às 14:43:42 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A longa e vitoriosa parceria entre o mineiro Marcelo melo e o polonês Lukasz Kubot chegou ao fim nesta quinta-feira (19/11) em uma despedida emocionante com vitória no ATP Finals de Londres. Após a partida, Melo falou sobre o companheiro dos últimos 4 anos.



Leia mais

Melo homenageia Kubot após vitória em Londres

Melo e Kubot vencem última partida oficial juntos e se emocionam em Londres

Após 4 anos, Melo e Kubot não jogarão juntos em 2021. Soares rompe com Pavic

Através de sua assessoria de imprensa, Melo comentou o final da partida, que fez sucesso nas redes sociais por emocionar também o público. "Realmente foi muito emocionante o final do jogo, por várias circunstâncias. Pela maneira que foi, mais um match tie-break. E em especial por ter sido o último jogo meu e do Kubot juntos. Nós que fizemos história nesse tempo todo. Então, é muito emocionante para nós. Uma vida juntos, inúmeras conquistas e a felicidade de terminar aqui no Finals".

Juntos desde o fim da temporada 2016, Melo e Kubot disputaram 88 torneios, que lhes renderam 247 partidas das quais 170 foram vencidas pela dupla, que conquistou 15 títulos, o mais destacado deles em Wimbledon em 2017.

O ano de 2017, o primeiro completo da parceria, foi especial. Nele, foram seis títulos no total, a dupla foi eleita no prêmio da federação internacional de tênis (ITF) como a melhor dupla do ano e Melo voltou ao número 1. A dupla, também foi o melhor time da temporada, mesmo tendo perdido a final do ATP Finals.

"Fico muito feliz de ter terminado com essa vitória. Kubot se tornou um grande amigo. Deixamos a parceria, mas seguimos amigos, logicamente, agora do circuito para a vida. Importante é saber que fizemos o máximo que pudemos. Chegamos a número 1 do mundo, tivemos a conquista de Wimbledon. Só coisas positivas na nossa carreira. Mas, agora cada um segue o seu caminho. Kubot sempre agradece o carinho que as pessoas têm com ele, quando foi ao Brasil jogar o Rio Open. Muito obrigado. Por mim, falando por ele, por este momento e pelo apoio e pela torcida nesse tempo todo", completou o mineiro.

banner
banner