X

Palermo não cria bolha e tenistas convivem com turistas sem máscaras

Sexta, 31 de julho 2020 às 09:50:46 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Em reportagem de hoje o jornal espanhol Marca traz a informação de que as tenistas que disputam o WTA de Palermo, que inicia-se oficialmente na próxima segunda-feira, 3 agosto, não estão sendo preservadas em uma bolha única.



A reportagem espanhola teve acesso a informação de que as tenistas estão hospedadas em um hotel na capital da Sicília, que tem recebido hóspedes comuns e que os mesmos circulam sem utilização de máscaras, já que elas não são obrigatórias na região.

A situação do hotel não ser exclusivo para o torneio, recebendo apenas jogadoras, equipes e profissionais que atuam nos diferentes setores do torneio como organização e arbitragem, coloca a segurança sanitária de todos os profissionais em risco. O Marca aponta que o horário do 'café da manhã' é dos mais delicados, já que as atletas e suas equipes dividem os mesmos espaços que os hóspedes comuns para a alimentação.

O jornal espanhol destaca os procedimentos de segurança do torneio para com as jogadoras. Todas são recebidas no aeroporto da cidade, saem de lá num carro oficial do torneio que é equipado com uma película que as separa do motorista. Já na chegada, as atletas recebem uma bolsa com produtos de higienização, como álcool em gel, e termômetro. Ao chegar no hotel, as tenistas fazem um teste de PCR com sangue, que é feito através de uma "picada" no dedo. Feito o exame, as atletas entram em seus quartos e ficam lá cerca de 24 horas sem poder sair até que os testes fiquem prontos.

A reportagem apurou a mesma informação da imprensa italiana, que afirma que uma atleta testou positivo para a COVID-19. Segundo o jornal espanhol, trata-se de uma duplista.

banner
banner